Tarantini

Tarantini

Jogador de futebol que é ‘jogador da bola’ tem de ter um nome incomum, sonante. E, por isso, Ricardo Monteiro não é exceção e nos relvados (e agora também fora deles) é simplesmente “Tarantini”. Nascido e criado no Concelho de Baião, o jovem futebolista conseguiu sair da aldeia onde não havia um clube onde jogar, ingressar no ensino superior e alcançar o sonho de ser jogador profissional.

Conta no seu percurso com palmarés como: em 2014, a final da Taça de Portugal, a final da Taça da Liga e a Supertaça Cândido de Oliveira. Ainda na época 2014/2015, participa na Liga Europa e na época seguinte ainda volta a qualificar-se (via campeonato).

Aos 17 anos jogava em Amarante, foi transferido para o Boavista e durante o percurso académico, na Universidade da Beira Interior, jogou no Sporting Clube da Covilhã. Aos 23 anos integrou a equipa de Gondomar, mais tarde do Portimonense, até ao Rio Ave Futebol Clube.

Hoje em dia trabalha em diversos projectões, um dos quais, “Depois do Adeus”, uma série de documentários sobre a vida de jogadores de Futebol, depois de terminarem as suas carreiras.